Últimos AcontecimentosO que acontece em Itajubá e região !

Diego Costa Um dos melhores atacantes do mundo na atualidade

17 Jun 2018
Por Tiago Campos - Itajubá, MG

Um dos melhores atacantes do mundo na atualidade e alvo de polêmica nos últimos meses, Diego Costa, jogador do Atlético de Madrid, teve passagem pelo futebol mineiro quando tinha apenas 16 anos. E mais, tal passagem tem ligação com Pelé. Uma carteirinha da Liga Itajubense de Futebol comprova que o atleta já jogou pelo Yuracan de Itajubá em 2004, mesma equipe pela qual Dondinho, pai do Rei, marcou cinco gols de cabeça em uma única partida.

Na época, Diego Costa defendia o Barcelona Esportivo Capela de São Paulo, que levou alguns jogadores para passar um período de treinos no Yuracan. Nos oito meses que ficou no time mineiro, Diego Costa disputou amistosos e um torneio sub-17 no Rio de Janeiro. Segundo o presidente do Yuracan, Amauri Graciani, o atacante já se destacava quando era jovem.
- Ele já tinha esse ímpeto de buscar o gol com incrível facilidade. Ele sempre foi muito bom jogador e goleador, além de ser polêmico, questionador e objetivo. Por isso ele chegou onde chegou - afirma.
Para Graciani, Diego Costa teria condições reais de ser o atacante principal da seleção brasileira. Ele lamenta a ausência do jogador, que tem dupla cidadania e optou por defender as cores da Espanha em 2014. No entanto, o presidente do Yuracan prefere não opinar sobre a escolha do atacante.

- É difícil falar porque a gente não está na cabeça dele, mas foi uma escolha difícil. Para mim, ele seria titular na seleção brasileira, mas faltou habilidade da CBF em convencê-lo.

Diego Costa retornou para o Barcelona paulista após a temporada no time de Itajubá. No ano seguinte, devido a problemas financeiros, o Yuracan parou de disputar campeonatos profissionais e passou a integrar apenas a categoria amadora, participando de torneios até os dias de hoje.
O Yuracan Futebol Clube foi fundado em 1934 por ex-alunos do Instituto Eletrotécnico de Itajubá, onde hoje funciona a Universidade Federal de Itajubá. O nome Yuracan é de origem indígena e quer dizer "fogo que desce a montanha".

O clube começou a disputar campeonatos profissionais em 1969, entre eles a Segunda Divisão do Campeonato Mineiro e a Taça Minas Gerais. Com o orçamento baixo, a equipe passou a disputar apenas campeonatos amadores a partir de 2005.

O pai de Pelé, Dondinho, passou pelo Yuracan antes mesmo de jogar pelo Atlético de Três Corações. Em 1938, em uma partida contra o Smart Futebol Clube, principal rival do Yuracan, Dondinho marcou cinco gols de cabeça na vitória por 6 a 2. O pai do Rei brincava que esse era o único recorde de gols que o filho não conseguiu bater. O fato foi lembrado por Pelé durante o lançamento de um livro em outubro deste ano, em São Paulo.


Alunos da Facesm e vereadores de Itajubá visitam INCIT

13 Jun 2018
Alunos da Faculdade de Ciências Aplicadas do Sul de Minas (Facesm) visitaram a Incubadora de Empresas de Base Tecnológica de Itajubá (INCIT) para conhecer a estrutura, o programa de incubação e suas startups. Eles foram recebidos pelo gerente, Maurício de Pinho Bitencourt. A INCIT também recebeu a visita de vereadores da Comissão Permanente de Desenvolvimento Econômico, Indústria, Comércio, Ciência e Tecnologia da Câmara Municipal.

“Foi uma oportunidade aos nossos alunos conhecerem um ambiente de inovação. Eles puderam perceber como uma ideia pode ser transformada em produtos, serviços e mesmo possibilidades – pode ser um divisor de águas na vida profissional de cada um”, disse o professor Ronaldo Abranches. Participaram da atividade alunos dos cursos de Economia, Ciências Contábeis, Ciências Econômicas e Administração.



Para Maurício Bitencourt, ambientes de inovação são necessários para receber as iniciativas empreendedoras de todas as áreas do conhecimento. “Não existe ambiente exclusivo de inovação, de formação de negócio, de transferência de tecnologia ou de conhecimento. Esse ambiente depende de cada um de nós e de nossa capacidade de receber e acolher todo pesquisador”, explicou.



“Acredito que a inovação e tecnologia não são coisas exclusivas. Somente 5% das inovações estão relacionadas a software e hardware. Há um campo muito grande a ser explorado nas áreas de negócio, de modelo, de relações humanas”, ressaltou. Como exemplo, citou o Uber: a inovação do aplicativo está no modelo de negócios, a tecnologia é apenas uma ferramenta. O mesmo ocorre com o Airbnb e o Netflix.



Câmara

A INCIT também recebeu, em 24 de maio, a visita dos vereadores Raimundo Santi (PSL) e Renato Moraes (PSDB), que integram a Comissão Permanente de Desenvolvimento Econômico, Indústria, Comércio, Ciência e Tecnologia da Câmara Municipal. Também participou do encontro o diretor de Inovação da INOVAi – Associação Itajubense de Inovação e Empreendedorismo, Carlos Conti.

Fonte: Bill Souza - Agência Contexto

José D’Martins, o Zé da Bateria, será o Empresário Homenageado pela CDL

10 Jun 2018
O empresário José D’Martins Filho, de 77 anos, será o homenageado de 2018 durante a cerimônia do Mérito Lojista, o mais tradicional prêmio do varejo e da área de serviços de Itajubá, concedido anualmente pela Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL). O evento será realizado, em 7 de julho, no Teatro Municipal Christiane Riêra. Zé da Bateria, como é mais conhecido em Itajubá, fundou e ainda dirige a Auto Z Peças e Serviços Automotivos.

O anúncio da escolha foi feita na manhã desta quinta-feira, 7 de junho, pelo presidente da CDL Itajubá, Georges Kallás. Ele estava acompanhado pelos conselheiros da entidade, Hilson Háliz Dias Perlingeiro e Mário Mendes, e pela gerente, Lúcia Campos.



“O senhor é um exemplo para nós e uma inspiração para as novas gerações pelo empreendedorismo, pela dedicação e pelo compromisso com nossa cidade. Estamos certos de que iremos prestar uma homenagem a uma pessoa que representa muito bem o varejo e o serviços de nossa cidade”, disse Georges Kallás. O presidente se referiu à escolha feita, em 31 de maio, pelos diretores e membros do Conselho da CDL Itajubá.



José D’Martins Filho ficou surpreso com a escolha de seu nome. “No começo, foi difícil, pois aqui cheguei sem conhecer ninguém, mas encontrei pessoas boas e generosas nessa caminhada. Não posso reclamar, só tenho a agradecer”, disse.



O Prêmio “Empresário Homenageado” está em sua 30ª edição. Criado para comemorar o Dia do Comerciante, tem como objetivo prestar homenagem ao lojista que se mantém ativo em seu ramo de negócio.



Hilson Háliz lembrou os critérios avaliados para a escolha do Empresário Homenageado, que são os seguintes: perfil empreendedor, ética profissional e responsabilidade social.



Breve Currículo

José D’Martins Filho nasceu em Varginha, em 1941, é casado com Maria Célia Felix D’Martins, com quem teve três filhos: Eliane, Edson e Edmilson. Ele tem cinco netos: Giulia, Gabriel, Jonas, Faele e Joshua. Ele se mantém atuante até hoje, com a ajuda dos filhos Edson e Edmilson.



Logo que chegou em Itajubá, em fevereiro de 1969, alugou uma casa na esquina da Rua Jorge Braga com a Avenida Engenheiro Pedro Fonseca Paiva, onde montou a Casa de Baterias Nossa Senhora Aparecida – a oficina foi pioneira em reforma de baterias e na manutenção elétrica de veículos em Itajubá.



Em 1975, Zé da Bateria construiu um sobrado na Rua Jorge Braga, próximo à Facesm, onde abrigou a loja e sua residência – esta loja funcionou até 2014. Em 1984, construiu uma nova loja, com 600 metros quadrados e toda equipada, na Avenida Tancredo de Almeida Neves, quando passou a integrar a Rede Bosch Car Service, sendo até hoje uma das mais antigas da rede.

Fonte:Bill Souza - Agência Contexto

Professor Edson Bortoni recebe prêmio ISA Power Industry Division Achievement Award

09 Jun 2018
Legenda: Professor Edson Bortoni na cerimônia em que recebeu da Sociedade Internacional de Automação (ISA) o título de Fellow.


O professor Edson da Costa Bortoni, do Instituto de Sistemas Elétricos e Energia (ISEE) da Universidade Federal de Itajubá (Unifei), foi indicado por seus colegas de trabalho para receber o prêmio ISA Power Industry Division Achievement Award, durante cerimônia do Symposium Luncheon, que será realizada em 26 de junho, na University of Tennessee Conference Center.

O prêmio foi criado para reconhecer um membro da ISA Power Industry Division (Powid) por excelente desempenho, aplicação de design original ou contribuições especiais para o desenvolvimento de conceitos de Engenharia no campo de instrumentação e controles para o avanço da geração de energia elétrica.

Além desse reconhecimento, é concedida uma bolsa de estudos no valor de U$ 4 mil, com a duração de 18 meses, para um discente escolhido pelo agraciado. Essa escolha depende daqueles que se candidatarem junto à Powid e é feita com base em critérios como participação em pesquisa e possíveis publicações.

Segundo o professor Bortoni, para que se receba o prêmio, primeiro é preciso ser nomeado por alguém da Powid, chamado de Nominator. Em seguida, o coordenador de honrarias e premiação da divisão reúne um comitê para analisar os diversos candidatos nominados.

Na ISA Edson é um fellow – termo usado frequentemente em contexto acadêmico para denominar o membro de um grupo de pessoas que trabalham em conjunto como pares na busca do conhecimento – e membro do Admission Commetee, que escolhe quais serão os membros fellow da sociedade.

A premiação

Ao conversar com a Secretaria de Comunicação (Secom) da Unifei, Edson Bortoni disse que a premiação servirá para a obtenção de mais recursos para as pesquisas que ele vem realizando no Centro de Excelência em Eficiência Energética (Excen) e no ISEE. “Tenho a expectativa de que bolsas de pesquisa e benefícios possam aumentar para agregar o maior número de alunos possível, em níveis de graduação e de pós-graduação. Tenho muitos planos e projetos ainda a serem executados”, explicou o professor.

Para Bortoni, o prêmio é de grande importância para a Unifei. “Essa premiação vem somar ao que a Universidade já tem conquistado, e serve como um indicativo de que estamos no caminho certo, trabalhando com inovação e empreendedorismo em cada uma das áreas pelas quais somos responsáveis”, disse ele.

Segundo o professor, os fatores que contribuíram para que ele fosse indicado a receber o prêmio foram a grande quantidade de publicações teóricas e também as aliadas a ensaios e testes realizados de forma prática, a obtenção de patentes e pesquisa financiada por órgãos de fomento ou por empresas interessadas e a atuação na academia em níveis de graduação e pós-graduação em Engenharia Elétrica e em Engenharia de Energia, além do seu trabalho na Divisão de Potência da ISA, assim como na Sociedade de Potência e Energia do Institute of Electrical and Electronic Engineers (IEEE).

Bortoni disse que teve a oportunidade de fazer algumas contribuições à ISA Power Industry Division, como a inclusão da geração renovável, principalmente a geração hidrelétrica, oceânica, solar e eólica, e que quando sugeriu esses temas para a Divisão de Potência, “a geração renovável ainda era introdutória e embrionária, algo novo”.

Ele explicou que “atualmente, a geração renovável ocupa um papel de destaque no que diz respeito à redução de carbono na atmosfera, redução da participação do ser humano no aquecimento global e à capacidade de ser uma fonte distribuída de energia, aumentando a confiabilidade e resiliência do sistema elétrico”.

O professor também trabalha em redes inteligentes (smart grids), no armazenamento de energia, em novos conceitos de máquinas elétricas para a mobilidade elétrica, com aplicação em carros, embarcações, aeronaves e outros, e para o aumento de eficiência em sistemas industriais. Segundo ele, o sistema elétrico vem passando por grandes inovações, por isso é importante estar preparado para acompanhar as novidades e contribuir, de forma significativa, para que essas mudanças ocorram.

Mais informações sobre o evento de premiação podem ser obtidas no site: https://www.isa.org/powersymp/

Fonte: SECOM - Unifei