Últimos AcontecimentosO que acontece em Itajubá e região !

Cemig apresenta experiência inovadora no Natal de Luz do Parque Municipal de Itajubá

14 Dez 2019
Público vai participar de jogos de realidade virtual e escape room na tenda tecnológica da empresa



Com o objetivo de levar orientação sobre o uso sustentável da energia, a Cemig apresenta, de 17 a 22 de dezembro, uma experiência inovadora na cidade de Itajubá, que terá como diferencial uma tenda tecnológica equipada com jogos interativos. A iniciativa integra o Programa de Eficiência Energética da empresa e vai complementar a programação do Natal de Luz no Parque Municipal. Todas as atividades estarão disponíveis para o público gratuitamente.



O circuito de eficiência energética contempla uma tenda tecnológica com 4 jogos interativos, com destaque para o de realidade virtual, e uma unidade móvel (caminhão) que, em seu interior, recebe o escape room. Nesse jogo, que simula uma casa e equipamentos eletrodomésticos, os participantes deverão solucionar desafios para tornar o ambiente mais eficiente.



As atividades são voltadas para toda a família e além de proporcionar diversão e acesso à tecnologia, buscam, principalmente,

a disseminação de hábitos que contribuem para a redução do desperdício de energia elétrica.



Segundo o gerente de eficiência energética da Cemig, Ronaldo Lucas Queiroz, o projeto nasce com o intuito de transformar a relação da comunidade com a energia, mostrando que é possível manter o conforto e eliminar, ao mesmo tempo, o desperdício desse recurso. “Queremos levar aos nossos clientes informações para o uso sustentável da energia, e entendemos que experiências interativas e inovadoras reforçam esse conceito”, afirma.

Serviço

Unidade móvel e tenda tecnológica Cemig

De 17 a 22/12/2019, das 13 às 22h, no Parque Municipal de Itajubá.

Fonte: Cemig

PRESIDENTE DA ACIEI COMPÕE NOVA DIRETORIA DA FEDERAMINAS

13 Dez 2019
Cerca de 60 Associações Comerciais participaram na última segunda-feira, dia 2 de dezembro, da Assembleia Geral Ordinária que elegeu, por aclamação unânime, a Diretoria Plena e o Conselho Fiscal da Federação das Associações Comerciais e Empresariais do Estado de Minas.
O Contador e empresário Valmir Rodrigues, que encabeçou a chapa única "4.0", foi eleito para a presidência da FEDERAMINAS. Natural de Belo Horizonte, Valmir Rodrigues é contador especialista em Gestão Empresarial, empresário do segmento de educação, consultor e auditor contábil, tributário e fiscal, além de palestrante e professor universitário.

O presidente da Associação Comercial, Industrial e Empresarial de Itajubá – ACIEI, Hector Gustavo Arango, foi eleito para compor a nova Diretoria. Economista, Mestre e Doutor em Engenharia, Hector é, atualmente presidente da Quanta HPDA Consultoria. Também é autor e revisor de livros, consultor de empresas, a articulista e analista de economia do programa Plantão Econômico.

“É para mim motivo de muita satisfação fazer parte da Diretoria da FEDERAMINAS, que sempre foi muito atuante e próxima da ACIEI. Acredito que esses laços vão se estreitar ainda mais, e o Sul de Minas, Itajubá e todas as nossas Associações Comerciais da região serão mais fortalecidas”, concluiu Hector. O mandato da nova Diretoria começa a partir de 1º de janeiro de 2020 e se encerrará em 2022.


Fonte: Secom - ACIEI

Clube de Ciência comemora 10 anos com Acantonamento

11 Dez 2019
O Clube de Ciências do Curso G9 comemora 10 anos de atividades com a 4ª Edição do Acantonamento. A atividade teve recorde de participação, com 80 alunos do Ensino Fundamental II e 25 barracas espalhadas pelo campo da escola. A confraternização aconteceu entre os dias 29 e 30 de novembro, no campo da escola.


“O acantonamento é um presente para os alunos que participam o ano todo das atividades do clube”, explicou o professor de Matemática e idealizador do projeto, Vicente Carlos Martins. “A atividade visa a socialização entre os alunos. Fechamos o ano com muita alegria e muita amizade”, contou animado o professor.



Durante o acantonamento, os alunos dormem em barracas na escola e participam de diversas atividades, como Caça ao Tesouro no escuro e outras atividades recreativas. Além das atividades também houve um momento de “parabéns”, no qual os alunos puderam comer um bolo de comemoração aos 10 anos do Clube de Ciências.



Para ajudar o acantonamento acontecer, foram convidados quatro alunos do Ensino Médio, que são ex-membros do Clube de Ciências. São eles: Arthur Nogueira Machado, Elmo Lemos, Renan Barbosa Silva e Vinícius Ferreira. Os professores orientadores foram: Mateus Bibiano Francisco (EFII e EM), Eloiza Montanari (Ensino Fundamental II) Valência Conti (Educação Física) e Vicente Carlos Martins (EFII e EM).



Clube de Ciências – 10 anos

O Clube de Ciências é um projeto extracurricular oferecido aos alunos pelo G9 que teve início em 2009 por meio de uma iniciativa do professor de Matemática, Vicente, que tinha como objetivo criar um clube de Física na escola.



Ao levar a ideia para a coordenação, a coordenadora do Ensino Fundamental II, Estela Maria de Oliveira gostou do projeto, porém sugeriu que o clube abrangesse outras formas de ciências. Dessa forma surgiu o Clube de Ciências, com o objetivo de chamar a atenção dos alunos para as mais diversas áreas do conhecimento científico.



Foram vários professores que ajudaram o Clube de Ciências a acontecer. No início os professores Glauber Luz (Química), Pollyanna M. Freitas Leite (Biologia), Rafael Colucci (ex-professor de Matemática), juntos com o professor Vicente foram os responsáveis por tornar o Clube de Ciências um projeto que encanta tanto os alunos.



A partir de 2016, o professor de Matemática, Mateus Bibiano Francisco começou a trabalhar no Clube de Ciências e, junto com Vicente Carlos Martins, repaginaram o funcionamento do projeto. Mais atividades teóricas e aprendizados científicos fazem parte do Clube, o que torna esse projeto tão rico para os alunos. Neste ano, também, abraçaram a proposta do Acantonamento, sugerido pela coordenadora pedagógica, professora Estela.



Vicente conta com muita alegria sobre o envolvimento dos alunos no Clube: “Passamos a respirar bastante Ciências aqui na escola com o pessoal do Fundamental II”. “Muitos ex-alunos já disseram que a escolha do curso que seguiram foi diretamente influenciada pelo que foi aprendido durante as participações no Clube de Ciências”, completou.



O Clube de Ciências também influencia os alunos a cada vez mais a participarem das Olimpíadas do Conhecimento, que acontecem durante todo o ano, nas etapas estadual e federal, e reúnem diversos alunos de toda a escola.



Fonte: Jornalista Bill Souza

Agência Contexto – Assessoria em Comunicação

(35) 98828-0861



HERMETO ASSUME DIRETORIA NA OI

07 Dez 2019
Daniel Hermeto será responsável pelas áreas de suprimento, energia e patrimônio da operadora.


A Oi contratou o executivo Daniel Hermeto como novo diretor da área de Suporte ao Negócio. Ele será responsável pelas áreas de Suprimentos, Energia e Patrimônio e terá papel importante na execução das iniciativas de simplificação e otimização de processos. Daniel substitui Silvio Almeida, que saiu da companhia no início de novembro, e vai se reportar diretamente ao COO, Rodrigo Abreu.

Daniel é engenheiro eletricista formado pela Escola Federal de Engenharia de Itajubá, tem pós-graduação em Administração de Empresas pela Fundação Getúlio Vargas e MBA Executivo pela FIA. Desde fevereiro de 2018, era responsável pelo segmento de Atacado na TIM, com funções de vendas, parcerias de MVNO, roaming, transporte, alianças estratégicas, operações de interconexão, co-billing, faturamento e cobrança dos negócios do atacado. (assessoria de imprensa).

Livro desvenda história das figuras femininas na música brasileira

07 Dez 2019
Por/ Elizângela Melo Vilas Boas



Musas e músicas: a mulher por trás da canção’ tem
apoio cultural da MusA

O que cachaça e cerveja têm a ver com literatura? Bem, podemos dizer que se encontram em uma mesa de bar, em uma prosa simples e descontraída regada à boa música. Assim, o diretor da MusA – Cervejaria e Destilaria, Antônio Carlos Ferreira, conheceu a escritora e jornalista Rosane Queiroz. “Bem, foi no Che Bar que, na Flip de 2009, a última em que o bar estaria funcionando, que eu descobri uma cachaça mineira de Itajubá, chamada "MusA". Na época, fizemos uma parceria com a deliciosa aguardente mineira, criando caipirinhas exóticas durante a Flip. E cá estamos novamente”, contou ela.

Rosane é autora do livro ‘Musas e músicas: a mulher por trás da canção’, que será relançado no dia 08 de dezembro, na Livraria da Travessa, em Pinheiros, São Paulo. Apaixonada por música e por boas investigações, a jornalista passou uma década desvendando as histórias por trás das canções que têm como título um nome de mulher ou uma expressão que remeta à figura feminina. E assim nasceu a obra, primeiro livro dedicado a investigar os mistérios e as tramas que envolvem as amadas e amantes citadas no cancioneiro nacional.

O recorte é abrangente. Estão lá as musas clássicas das paixões avassaladoras, dos corações partidos e dos romances proibidos que dominavam as composições do passado. Mas também as amadas contemporâneas, como a descolada Anna Júlia, do hit inaugural da banda Los Hermanos — a moça, aliás, esclarece que o ar blasé com que a descrevem era, na verdade, apenas timidez.

“Algumas histórias são surpreendentes. Sozinho, sucesso na voz de Caetano Veloso, tem na realidade alma feminina, e remete à abelhudice de um pai zeloso. Peninha, autor da canção, estava escutando a ligação telefônica de Clariana, sua filha de 14 anos, que narrava como sofria por um namoro vaivém, e da sua fala roubou os versos que começam com o inesquecível ‘às vezes no silêncio da noite’. Outras narrativas, porém, não escondem a melancolia inerente ao tema. Caso de Pérola Negra, de Luiz Melodia, escrita para a amada que relutava em abandonar o namorado oficial”, antecipou a autora.

“É uma satisfação para nós apoiar uma iniciativa como essa. De boas rodas de conversa nascem grandes histórias e isso vem ao encontro da proposta da MusA, que é reunir amigos, valorizar o que é nosso, nossa música, nossa literatura, nossos sabores”, destacou Antônio Carlos”.

A AUTORA

Rosane Queiroz, jornalista, trabalhou 15 anos em revistas femininas, 10 deles na Marie Claire, quando iniciou sua pesquisa sobre as musas da canção brasileira. Hoje, colabora com publicações como Vida Simples, Brasileiros e Veja SP Luxo, com reportagens especiais, perfis e entrevistas, além de atuar em produção de conteúdo e consultoria editorial. É autora de Só - Dores e Delícias de Morar Sozinha (2014). Apaixonada por música, toca piano desde os 7 anos e também é cantora. Vive em São Paulo.