Últimos AcontecimentosO que acontece em Itajubá e região !

Chef sul-mineiro é premiado e fica entre os melhores de Portugal: Sensação de dever cumprido

31 Ago 2021
Lucas Pereira Zordan Bougeard leva prêmio na categoria de carnes, cortes e hambúrgueres artesanais pelo 2º ano consecutivo.
Por Bruna Mangiapelo, G1 Sul de Minas

Com temperos e sabores especiais, os pratos de um chef de cozinha do Sul de Minas têm se destacado nos últimos anos. Na categoria de carnes, cortes e hambúrgueres artesanais, Lucas Pereira Zordan Bougeard levou pelo 2º ano consecutivo uma premiação que o classifica entre os melhores de Portugal. O chef é natural de Santa Rita do Sapucaí (MG) e há quatro anos administra um restaurante em Viseu.

A premiação é nomeada Travellers Choice e é dada por empresas donas de plataformas a nível mundial de críticas, avaliações e sugestões de viajantes para hotéis e restaurantes, com cerca de 7 milhões de restaurantes cadastrados.

"Fazemos parte há quatro anos. Após dois anos da nossa inscrição na plataforma, levamos os prêmios em 2020 e 2021. A premiação é feita com base nas avaliações e sugestões que clientes dão no período que estão naquele destino, então é um grupo muito seleto", explica o chef.

É um susto e ao mesmo tempo, uma sensação de dever cumprido. Estamos muito felizes, comenta.

Juliana, esposa de Lucas, fala sobre a realidade que divide com o marido na gestão do restaurante. "Já recebemos espanhóis, ingleses, tchecos, poloneses e franceses por aqui. Aqui em Portugal temos clientes que vêm de outras cidades para vir exclusivamente em nosso restaurante. É um reconhecimento muito bom, ficamos muito satisfeitos", disse.

"Temos um público fiel. Muitos que vem pela primeira vez, retornam, convidam os amigos, comentam nas redes. Sempre gostam da abordagem e da conversa. Sempre deixamos todos muito à vontade. Oferecemos mimos às crianças e brincamos com elas. É um atendimento quase personalizado", explica Juliana ao G1.

Entre tantos pratos, se destacam as carnes maturadas na técnica Dry Aged, os hambúrgueres artesanais de picanhas, as tábuas de carnes e outras misturas.
O prêmio foi em 2019, pela Unilever Food Solution (UFS) que é promovido anualmente. Disputado também a nível nacional, diversas hambúrgueres participaram da disputa. O trabalho do sul-mineiro foi classificado como o 2º melhor hambúrguer do país.

Em 2019, o restaurante do chef sul-mineiro também foi premiado como o "melhor sabor de Portugal" em um concurso com cerca de 6 mil participantes.

A disputa aconteceu a nível nacional. Os jurados passam em todos restaurantes participantes, o que leva cerca de quatro meses para serem feitas todas as avaliações necessárias. A competição conta também com a votação de clientes.

O restaurante do sul-mineiro, entre os 6 mil, ficou colocado como 24º melhor restaurante de carnes maturadas e hambúrgueres artesanais de Portugal.

Lucas contou ao G1 que já prevê novos rumos para o restaurante. Em 2022, serão lançadas franquias fáceis de serem geridas. Com muitas opções de hambúrgueres artesanais e com o mínimo de produto industrializado.


Estado confirma mais 24 mortes e outros 655 novos casos de Covid-19 no Sul de Minas

30 Ago 2021
Com os novos dados, a região chegou a 305.472 casos confirmados, com 7.382 mortes.
Por G1 Sul de Minas

30/08/2021

Mais 24 mortes e outros 655 novos casos de Covid-19 foram confirmados no Sul de Minas em boletim divulgado nesta segunda-feira (30) pela Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG). Com os novos dados, a região chegou a 305.472 casos confirmados, com 7.382 mortes.

Estes dados são referentes ao balanço publicado pela Secretaria de Saúde de Minas Gerais e podem apresentar divergências com os já divulgados por prefeituras, devido a períodos diferentes de fechamento.

As novas mortes confirmadas pela SES-MG foram registradas em:

+6 Poços de Caldas
+2 São Sebastião do Paraíso e Varginha
+1 Alpinópolis, Boa Esperança, Bom Repouso, Camanducaia, Carvalhos, Conceição da Barra de Minas, Itajubá, Liberdade, Passos, Pouso Alegre, Santo Antônio do Amparo, Senador José Bento, Toledo e Três Pontas.

Os novos 655 casos positivos foram confirmados em 88 cidades. Municípios com mais confirmações:

+38 Pouso Alegre
+37 Varginha
+33 Alfenas e Lavras
+31 Itajubá
+28 Alpinópolis
+25 Delfinópois e Monte Santo de Minas

Até o momento, em Minas Gerais, são 2.063.829 casos casos confirmados de Covid-19, com 52.967 óbitos. Conforme a SES-MG, 1.969.870 pessoas estão recuperadas.

Cidades com mais casos confirmados de Covid-19 no Sul de Minas

CIDADE CASOS MORTES TOTAL
Pouso Alegre
Varginha
Poços de Caldas
Passos
Alfenas
Itajubá
Três Corações
Lavras
Extrema
Campo Belo
Três Pontas
São Sebastião do Paraíso
Guaxupé
São Lourenço
Boa Esperança
Machado
Santa Rita do Sapucaí
Cambuí
Andradas
Camanducaia
Fonte: Secretaria de Estado de Saúde - SES/MG

Cemig investe na proteção do patrimônio cultural de Minas Gerais

29 Ago 2021
Foto: Prédio Verde - Sede administrativa do Iepha-MG.

Em parceria com a Secretaria de Estado de Cultura e Turismo e o Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico, empresa contribui para melhorias e preservação dos bens históricos

A Cemig, em conjunto com o Governo de Minas Gerais, por meio da Secretaria de Estado de Cultura e Turismo (Secult) e do Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico (Iepha-MG), está investindo na proteção do patrimônio cultural e do importante acervo de bens históricos que fazem parte da memória de diversas comunidades mineiras. Por meio da instalação de um sistema eletrônico de alarme contra intrusão, anunciada nesta terça-feira (17/8), a Companhia irá contribuir diretamente para preservação de 57 bens culturais protegidos ou de interesse de preservação pelo Estado. A agenda contou, também, com a presença do Ministério Público de Minas Gerais (MPMG).


A proposta conta com a realização de serviços que incluem a locação de equipamentos, instalação e monitoramento remoto 24 horas, além de manutenção preventiva e corretiva com reposição de peças. A instalação dos alarmes será realizada em igrejas, museus e casarões espalhados por 26 municípios mineiros. O projeto foi viabilizado com recursos da Lei Estadual de Incentivo à Cultura e contou com o incentivo da Cemig. Do total previsto para ser investido na proteção do patrimônio, da ordem de R$1,4 milhão, estão sendo destinados cerca de R$320 mil para essa ação. A lista com todas as cidades que serão contempladas está disponível nos sites da Secult e do Iepha-MG.

Para a gerente de Comunicação e Marketing da Cemig, Christie Bomfim Meira Cunha, a atuação cultural da empresa preserva o patrimônio, a memória e a identidade dos mineiros. “Além de incentivar produtores e artistas, o apoio da Companhia traz benefícios diretos à população, que passa a ter acesso aos bens culturais de maneira mais segura e democrática”, comenta. “A Cemig é maior incentivadora de cultura de Minas Gerais e busca, com o patrocínio de projetos como este, potencializar políticas públicas, em sinergia com a sociedade, dentro do princípio de que uma das melhores formas de desenvolvimento social é proteger e preservar o patrimônio cultural de Minas Gerais”, completa a gerente.

O subsecretário de Cultura da Secult, Maurício Canguçu, destacou a relevância do desenvolvimento dessa iniciativa para a garantia da segurança do patrimônio mineiro. “Esta ação é muito importante e precisamos ter esse olhar apurado para a proteção do patrimônio, considerando que estas peças têm grande valor no mercado clandestino e Minas Gerais abriga 62% do patrimônio histórico do país”, destacou.


Cemig: a energia da cultura

A Cemig é a maior incentivadora da cultura em Minas Gerais e uma das maiores do país. Investindo mais de R$30 milhões ao ano, por meio de leis de dedução fiscal estadual e federal, a empresa é protagonista no apoio à cultura mineira, aliando diretrizes como diversidade, pluralidade e gratuidade a uma história que se funde com a de Minas Gerais e que sempre esteve à frente de grandes iniciativas culturais.

A empresa seleciona projetos por meio de editais ou curadoria, adotando práticas inclusivas no processo de escolha. Desta forma, a Companhia incentiva iniciativas que contribuam para o desenvolvimento econômico, social e cultural das comunidades onde serão implementadas. “A Cemig acredita que investir em cultura é um dos pilares que fazem da companhia um patrimônio de Minas Gerais e grande fomentadora do desenvolvimento do estado”, finaliza Christie Bomfim.

Fonte: Crédito das fotos: Iepha - MG
Cemig Imprensa Sul





Representantes do Sebrae e da Prefeitura de Itajubá visitam campus sede para avaliarem o potencial da UNIFEI para o turismo tecnológico

28 Ago 2021
No dia 19 de agosto, a Universidade Federal de Itajubá (UNIFEI) recebeu a visita de consultores do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas de Minas Gerais (SEBRAE-MG) e de integrantes da Prefeitura Municipal de Itajubá, com o objetivo de conhecerem as atividades realizadas na Instituição e avaliarem seu potencial para o turismo tecnológico.

Marcelo Alcântara Prates e André Viana de Paula, consultores na área de turismo do SEBRAE de Belo Horizonte; Eliezer Macedo, da unidade do SEBRAE de Itajubá, e os representantes da Prefeitura Municipal, José Fernando Grassi Bissacot, secretário municipal de Ciências, Tecnologia, Indústria e Comércio; Gisele Paz Lima e Alves, diretora do Departamento de Ciências e Tecnologia, e Maria Cristina Ribeiro Meirelles, diretora do Departamento de Turismo, iniciaram sua visita no Centro de Empreendedorismo UNIFEI (CEU).

Segundo Maria Cristina, havia o interesse de conhecer melhor as estruturas do campus sede da Universidade e suas atividades de ensino, pesquisa e extensão, pois além das visitas que já acontecem na Universidade por parte de alunos de outras escolas, há possibilidades de desenvolver um roteiro turístico mais abrangente na cidade a partir de demandas de pessoas que tenham interesse na área de tecnologia. “Itajubá tem muito potencial quanto a isso, devido às diversas iniciativas que existem no município e que precisam estar mais bem integradas. Então, queremos saber qual é a identidade local para esse tipo de turismo”, explicou a diretora de Turismo da Prefeitura Municipal.

Visitas feitas

A recepção foi feita pelos professores Guilherme Sousa Bastos, pró-reitor de Extensão; Patrícia da Silva Lopes Alexandrino, pró-reitora adjunta de Extensão e diretora de Cultura e Extensão Social; Carlos Henrique Pereira Mello, diretor de Extensão Tecnológica e Empresarial; Bruno Silva de Sousa, coordenador dos Projetos Acadêmicos de Competição Tecnológica, e Otávio de Souza Martins Gomes, coordenador do Centro de Empreendedorismo UNIFEI (CEU), além da produtora cultural Flávia Fernanda Carvalho da Motta, da Pró-Reitoria de Extensão (PROEX).

Os visitantes puderam conhecer espaços do CEU, como o Coworking e o Maker Space, nos quais os alunos da UNIFEI recebem, além do ensino técnico, formação para se tornarem empreendedores. Eles também passaram pelos novos auditórios do IEPG e da Biblioteca Mauá.

Acompanhados pelo professor Bruno, os visitantes estiveram no Galpão dos Projetos Acadêmicos de Competição Tecnológica e conheceram equipamentos e tecnologias utilizadas nas atividades desenvolvidas pelos alunos da UNIFEI que integram as equipes Cheetah Racing, Cheetah E-Racing, Coyotes Motoracing, Uirá Aerodesign, Uai!rrior, EcoVeículo e Saci Baja SAE, além de receberem informações sobre outras equipes, como Black Bee Drones, Beyond Rocket Design e Ex Machina.

Na sequência, os visitantes passaram pelo Núcleo de Estudos em Tecnologias Aeronáuticas (NETAERO) do Instituto de Engenharia Mecânica (IEM), que abriga diversos laboratórios dedicados ao ensino, pesquisa e desenvolvimento tecnológico, em apoio às atividades experimentais do curso de graduação em Engenharia Mecânica Aeronáutica, entre outras atividades. No local, eles puderam conhecer aeronaves doadas pela Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) e pela empresa HELIBRAS.

Em seguida, foi visitado o bloco J2, onde se localiza o Centro de Estudos, Investigação e Inovação em Materiais Bifuncionais e Biotecnologia (CEIIMB - Biomateriais). Os visitantes foram acompanhados pelos professores Daniela Sachs e Marcelos Lima Peres, ambos do Instituto de Física e Química (IFQ), e conheceram, entre outros, os laboratórios de Síntese de Moléculas Bioativas (LASIMBIO), de Caracterização Eletro-Ótica (LCEO) e de Análise Microbiológica.

Os visitantes também foram recebidos pelo professor Robson Luiz Moreno, no Instituto de Engenharia de Sistemas e Tecnologia da Informação (IESTI), onde conheceram a Sala de Metodologias Ativas Thales, utilizada para aplicação de diversas dinâmicas em grupo, como Aprendizagem Baseada em Problemas ou Projetos (PBL), classe invertida e gamificação. Eles visitaram ainda o Laboratório de Pesquisas Thales, destinado ao desenvolvimento de iniciação científica e de projetos finais de graduação, dissertações de mestrado e teses de doutorado em temas de interesse da empresa Thales e da UNIFEI.

Depois de passarem pelo campus sede, os visitantes estiveram no Centro Histórico Eletromecânico da UNIFEI, que compreende o Laboratório Thermo-Hydroelectro (LTHE) e o Laboratório de Máquinas Elétricas (LME) e está localizado na rua Coronel Francisco Braz, no calçadão da cidade.

Ao longo da semana, a equipe também visitou a Incubadora de Empresas de Base Tecnológica de Itajubá (INCIT), o Núcleo de Separadores Compactos (NUSEC) e o Complexo Histórico Cultural da UNIFEI, onde conheceram o Museu Theodomiro Santiago. A análise do potencial da Universidade e da cidade de Itajubá para o turismo tecnológico está sendo conduzida pelo SEBRAE e será utilizada pela Prefeitura Municipal para elaborar o planejamento estratégico dessa modalidade de turismo.


Fonte: ADC/CGJ - SECOM - UNIFEI)

Presidente da CAPES recebe reitor da UNIFEI para discutir oportunidades para seus programas de pós-graduação

27 Ago 2021
No dia 19 de agosto, o reitor da Universidade Federal de Itajubá (UNIFEI), professor Edson da Costa Bortoni, esteve reunido com a presidente da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), professora Cláudia Toledo, para tratar de demandas da Instituição. Dentre outros assuntos, foram discutidas a avaliação dos cursos de pós-graduação existentes e sua expansão no campus de Itabira.

Com relação à avaliação dos cursos, o Reitor destacou que apenas um dos programas de pós-graduação da UNIFEI tem nota cinco, enquanto a maioria possui notas três ou quatro, o que reforça a importância de ações que tenham como objetivo o aumento das notas dos programas nas avaliações da CAPES. Segundo ele, o resultado da avaliação é muito importante, pois traz consigo muitos reflexos, tais como o número de bolsas disponíveis, recursos financeiros para os programas e possibilidades de criação de cursos de doutorado.

Na reunião, o professor Edson Bortoni ressaltou que os docentes e servidores atuantes nesses programas de pós-graduação têm se esmerado no sentido de melhorar os indicadores observados pela CAPES no relatório Sucupira, buscando produzir mais publicações acadêmicas, patentes com impacto positivo na sociedade e ações relativas a projetos de pesquisa para serem desenvolvidos na UNIFEI, além de preencher minuciosamente os dados exigidos no relatório. Prova disto é que, recentemente, a UNIFEI foi credenciada como unidade da Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (EMBRAPII), o que trará grandes benefícios para seus cursos de pós-graduação.

Entre as dificuldades encontradas pelos programas, o reitor também reforçou que “as notas alcançadas pelos cursos afetam oportunidades de internacionalização, e a internacionalização é um importante item no cômputo da nota dos programas”.

No que diz respeito à expansão da pós-graduação no campus da UNIFEI de Itabira, o professor Edson destacou a necessidade da criação de novas Avaliações de Propostas de Cursos Novos (APCNs) para que mais programas possam ser criados. Para o reitor, a criação de novos cursos de pós-graduação em Itabira será um fator adicional de motivação para os professores e ainda propiciará oportunidades de obter recursos financeiros disponibilizados pela parceria com a empresa VALE e a Prefeitura local.

Considerando que a CAPES está no meio da avaliação quadrienal dos cursos existentes e que a equipe avaliadora de novos cursos é composta pelo mesmo grupo de pessoas, a presidente Cláudia Toledo disse que, entre o final deste ano e o início do ano que vem, um edital com novas APCNs deverá estar disponível.