12/04/2024

Milei se encontra com Elon Musk e oferece apoio para o bilionário em investigações do STF no Brasil


Não ficou claro como esse apoio poderia acontecer. Após ameaças de Musk, dono da plataforma X, ao ministro Alexandre de Moraes, do STF, Moraes solicitou a investigação do bilionário pela Justiça brasileira. Por g1

O presidente da Argentina, Javier Milei, e o dono da rede social X (antigo Twitter), Elon Musk, se encontraram no Texas, nos Estados Unidos, nesta sexta-feira (12).

Milei ofereceu apoio a Musk nos processos da Justiça brasileira em que o bilionário está sendo investigado, disse o porta-voz do presidente argentino, Manuel Adorni.

Não ficou claro como esse apoio de Milei a Elon Musk poderia acontecer.

Nos últimos dias, Elon Musk teve desavenças com o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes nas redes sociais, em que o bilionário dono do X utilizou sua plataforma para atacar Moraes e ameaçar reativar contas desativadas em processos movidos pelo tribunal.

Segundo Adorni, Milei e Musk também prometeram trabalhar juntos para promover soluções de livre mercado.

Após ameaças de Musk a Moraes, o ministro determinou a investigação do bilionário americano e ordenou que a rede X não desobedeça a ordens judiciais dadas pelo STF.

Ataques a Moraes
Desde o último domingo (7), Elon Musk vem atacando Alexandre de Moraes e ameaçando reativar perfis de usuários bloqueados na rede social X pela Justiça brasileira no âmbito de dois inquéritos que Moraes é relator no STF:

o das milícias digitais: que investiga ações orquestradas nas redes para disseminar informações falsas e discurso de ódio, com o objetivo de minar as instituições e a democracia.
o do 8 de janeiro: que investiga a tentativa de golpe no Brasil por apoiadores do ex-presidente Jair Bolsonaro.
"Por que você está exigindo tanta censura no Brasil?", questionou Musk, em inglês.

No curso das apurações dos inquéritos, ao longo dos últimos anos, Moraes determinou que as redes sociais bloqueassem a conta de alguns investigados. De acordo com o ministro, eles usavam as plataformas para o cometimento das práticas irregulares, que estão sendo investigadas.

Investigação
Após as ameaças e ataques de Elon Musk a Alexandre de Moraes, o ministro do STF determinou que a conduta do empresário seja investigada em novo inquérito.

Moraes também incluiu Musk entre os investigados no inquérito já existente das milícias digitais.

O ministro ordenou ainda que a rede X não desobedeça a nenhuma ordem da Justiça brasileira. E estipulou multa de R$ 100 mil para cada perfil que seja reativado irregularmente.

Para investigar Musk, Moraes afirmou que viu indícios de obstrução de Justiça e incitação ao crime nas atitudes do bilionário nos últimos dias.

A Polícia Federal deve ouvir representantes no Brasil da rede X nos próximos dias.

Mais Notícias...

12/04/2024
Delfim Moreira recebe Festival Gastronômico do Marmelo e do Pinhão
11/04/2024
Morre O.J. Simpson, ex-jogador de futebol americano absolvido da acusação de matar a ex-mulher
11/04/2024
OAB aciona Congresso após negativa de sustentação oral por Moraes
10/04/2024
Câmara mantém prisão de deputado Chiquinho Brazão por suposto envolvimento no assassinato de Marielle Franco
09/04/2024
Peter Higgs, físico ganhador do Prêmio Nobel, morre aos 94 anos
09/04/2024
TRE-PR absolve Moro por 5 votos a 2
08/04/2024
Clientes da Cemig podem negociar débitos por meio do Programa Desenrola Brasil
08/04/2024
Pacheco diz que regulamentação das redes é inevitável: Não é censura, são regras
07/04/2024
Elon Musk defende impeachment de Moraes
06/04/2024
Morre Ziraldo, criador de O Menino Maluquinho, aos 91 anos
    Casa Joka Institucional l
    Gustavo Almeida
    Unimev Itajubá
    GM Materiais de Construção
    Riera Turismo
    Colégio XIX de Março
    Instituto Mário Bragança - Castelo do Saber Itajubá
Precisa de ajuda? Converse conosco!